Notícias

Voltar para Notícias Eventos | 23/06/2016 15:49:00

 

Últimos dias da exposição Urbanidades na Estação Pinheiros​

 Fotografias retratam o cenário cultural paulistano e são resultado de curso do Senac

Passagem 06/Ricardo Reis 

Os usuários da Estação Pinheiros da Linha 9-Esmeralda (Osasco – Grajaú) da CPTM podem conferir gratuitamente a exposição Urbanidades até o dia 29 de junho (quarta-feira). A mostra é promovida pelo Senac Lapa Scipião e revela a conexão entre o cenário cultural da capital paulista e a vida dos seus morad​ores. 

As 12 imagens selecionadas revelam o impacto da diversidade local nas emoções, comportamentos e estilos dos cidadãos. A exposição é o resultado do trabalho de pós-graduados do curso Fotografia Aplicada do Senac. O objetivo da ação é estimular a produção cultural e dar visibilidade a novos talentos. 

Segundo Ana Laura Gamboggi Taddei, coordenadora dos cursos em Fotografia Aplicada e Fotografia como Arte Contemporânea da unidade Lapa Scipião, cada estudante registrou o tema a partir do seu olhar, da técnica e da sensibilidade buscando captar a cidade sob uma percepção que vai além da habitação. “As fotografias provocam reflexões sobre os diferentes contextos urbanos”, observa.

Denominado As Marcas da Espera, o projeto do aluno Levi Fanan destaca a poesia existente no encontro entre o corpo e a paisagem no ponto de ônibus e nas estações de metrô e trem. Jardim de Frida, de Tony Peduti, mostra a alteração das horas e imagens que ocorrem durante um dia na metrópole, revelando uma realidade alternativa.
 
A Fotografia entre Arte, Técnica e Verdade/Murilo Cruz
MuriloCruz.jpgJá a dualidade e identidades múltiplas são o foco do trabalho de Murilo Cruz, A Fotografia entre Arte, Técnica e Verdade, que questiona o estado entre arte e documento. O projeto Lumin[escencia], de Virgínia Vick, discute o sagrado e o profano em esculturas e monumentos. As imagens sonoras são registradas por Igor Giroto, em Ruídos.

A percepção da cidade como cenário da cultura e lugar de encontro entre os de dentro e os de fora aparece nos trabalhos O Semblante Omitido, de Simone Silva Lima, Percepção Inexistente, de Carolina Peredne Brito, e Moda Sobre Imagem, de Marina Bernardo. Neles, a cidade e os habitantes se imbricam, sendo ao mesmo tempo cenário e personagem. 

Em À Margem, de Michela Brígida, Passagem 06, de Ricardo Reis, e Túnel da Avenida Paulista, de Cesar “Bobby” Molina, as pontes e os viadutos nos levam aos pequenos detalhes que afrontam o vai e vem da metrópole. Intitulado O Lugar de Cada Um – Thiago Batista, o ensaio de Felipe Fontoura traz diferentes exemplos da questão dos lugares e seus significados para as pessoas que habitam a urbe. 

Quem não conseguir visitar a exposição em Pinheiros, pode conferir a partir de 14 de julho na Estação Tamanduateí, na Linha 10-Turquesa (Brás – Rio Grande da Serra). Depois, as fotografias seguem para a Estação Cidade Universitária, na Linha 9-Esmeralda (Osasco – Grajaú). Para conferir a programação completa, acesse os portais da CPTM ou do Senac.

Serviço:

Mostra Fotográfica Urbanidades
Estação Pinheiros, Linha 9-Esmeralda  
Até o dia 29/6, diariamente, das 4h até meia-noite 
Grátis para usuários da CPTM

Próximas Paradas
De 14/7 a 14/9, na Estação Tamanduateí, Linha 10-Turquesa
De 6/10 a 30/11, na Estação Cidade Universitária, Linha 9-Esmeralda​

Tags