Notícias

Voltar para Notícias Qualidade de Vida | 28/09/2015 10:40:38

 

​​​​​​Em um mês, CPTM registra mais de 300 embarques de bikes durante a semana

 Linha 10-Turquesa passou a liderar neste ano ranking de número de ciclistas no trem

Na semana do Dia Mundial sem Carro, celebrado em 22 de setembro, a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) comemora também um mês da liberação das bicicletas dentro do trem durante a semana, após as 20h30. Nesse período, foram 308 embarques das magrelas de segunda a sexta-feira na Companhia. 
 
A Linha da CPTM mais utilizada pelos ciclistas durante a semana foi a 10-Turquesa (Brás-Rio Grande da Serra), que liga a capital à região do Grande ABC, com 103 embarques no período. Em seguida, estão os usuários da Linha 9-Esmeralda com 101 entradas de bikes nos trens da CPTM. 
 
A medida beneficia não só os praticantes do esporte, mas também trabalhadores que retornavam do emprego pedalando e, agora, têm a opção de fazer parte do percurso usando os trens, com direito à transferência para o Metrô. 
 
A entrada de bicicletas durante o fim de semana já é liberada desde 2007 -  aos sábados, a partir das 14h, e aos domingos e feriados, durante todo período comercial, das 4h até meia-noite. 
 
Para se ter ideia do crescimento das bicicletas no sistema, aos finais de semana e feriados, em 2007 foram embarcadas 15.090 bikes. Em 2014, esse número saltou para 57.828 bicicletas embarcadas.  A Linha mais utilizada pelos ciclistas no ano passado foi a 9-Esmeralda. 
 
Até agosto deste ano, já foram 44.697 embarques de bicicleta e a Linha 10-Turquesa passou a ser a mais utilizada (veja números abaixo). Nos últimos  30 dias,  foram 7.798  bikes no sistema -um crescimento de 40% em relação aos 30 dias anteriores (5.554). 
 
Embarques em 2015 (Até agosto) 
 

Ranking

Linha

Número de embarques de bicicletas

10-Turquesa

15.896

9-Esmeralda

14.260

8-Diamante

6.083

11-Coral

3.020

12-Safira

2.809

7-Rubi

2.629

 
 
Benefícios socioambientais 
 
Quem utiliza o trem no lugar do carro contribui para a eficiência da mobilidade urbana e para a preservação do meio ambiente. Cálculo elaborado pela CPTM – considerando tempo de viagem, custos operacionais (do carro em relação a trem) e dos acidentes, gasto de combustível e emissão de poluentes – estima que o benefício socioambiental gerado pelo trem em 2014 chegou a R$ 8,22 bilhões. Em 2013, esse número foi de R$ 6,67 bilhões. 
 
Bicicletários
 
Outra forma de a CPTM continuar atuando na melhoria da mobilidade urbana é por meio dos bicicletários. Hoje, existem cerca de 20 mil cadastrados nos 29 bicicletários existentes ao lado das estações. Ao todo, são 7.158 vagas.
 
Com exceção de Mauá, que é administrado pela associação de ciclistas Askobike, do de Santo André, administrado pela EMTU, e o de Pinheiros, administrado pela Via 4, os demais são de responsabilidade da própria CPTM.  Todos os bicicletários são gratuitos, exceto a unidade de Mauá, que é administrada pela Ascobike e cobra mensalidade de R$ 20 dos sócios e diária de R$ 2 de eventuais usuários. 

Tags