Notícias

Voltar para Notícias Comunicação e Marketing | 24/01/2018 11:08:30

 

​​Estação Barra Funda da CPTM ganha mural de marchetaria

 420 jovens de escolas públicas participaram das oficinas de marchetaria que deram forma a um grande painel de 10 metros

Em comemoração ao aniversário da cidade de São Paulo, a Estação Palmeiras-Barra Funda da CPTM inaugura, nesta quarta-feira (24/1), às 10h, o painel de marchetaria assinado pelo artista plástico e educador social Danilo Blanco.  A obra é resultado das oficinas de marchetaria da Fundação Stickel, ministradas pelo artista para 420 jovens de quatro escolas públicas.

Composto por 690 azulejos, o mural reúne peças de marchetaria, de 15 x 15 cm, digitalizadas e impressas sobre azulejo. Para criar padrões geométricos abstratos, foram utilizadas laminas de madeira, com tons diferentes, seguindo as técnicas tradicionais desta arte milenar. As peças são criação livre dos alunos das quatro escolas e formam um painel único. A montagem dos azulejos foi feita por professores e aprendizes da Escola Senai Orlando Laviero Ferraiuolo.

As oficinas de marchetaria fazem parte do projeto Entorno de Nós, idealizado pelo artista por meio da Fundação Stickel. Iniciada em março de 2017, as oficinas atenderam alunos das escolas: E.E. Professor Dr. Geraldo Campos Moreira (Parque Cisper), E.E. Prof. Laurinda Vieira Pinto (Ibiúna), E.E. Rodrigues Alves (Bela Vista) e E.E. João Kopke (Campos Elíseos).

O projeto, que reúne um grande número de participantes, se sustenta nos três pilares que caracterizam a trajetória artística de Blanco iniciada nos anos 1990. “Trata-se dos processos colaborativos em arte, inserção da marchetaria no mercado contemporâneo e intercâmbio de conhecimentos”, explica o artista.

A arte da marchetaria, que é muito conhecida na cultura oriental, usa a técnica de criação de superfícies planas, a partir de peças de madeira de cores contrastantes e diferentes tipos. Também pode incluir outros materiais que, após serem cortados, são devidamente encaixados ou colados lado a lado, formando desenhos variados. 

​Sobre o artista
Artista plástico, designer de superfície e educador social com formação independente, Danilo Blanco alcançou reconhecimento e destaque por resgatar o ofício tradicional da marchetaria como estética em sua produção artística, contribuindo para inserção e valorização da prática no mercado contemporâneo. Promoveu rupturas no processo construtivo e estético dessa arte e compartilhou suas descobertas com diversos grupos, realizando projetos e ações através de parcerias com reconhecidas instituições e organizações sociais. 


Sobre a Fundação Stickel
A Fundação Stickel é uma organização sem fins lucrativos instituída em 1954 pelo casal Martha Diederichsen Stickel e Erico João Siriuba Stickel, na época chamada de Fundação Beneficente Martha e Erico Stickel e atuante na cidade de Campos do Jordão. Em 2004, a instituição foi reestruturada pelo filho do casal, o arquiteto, artista plástico e fotógrafo Fernando Stickel, e passou a operar em São Paulo com a missão de promover a inclusão social por meios das artes visuais.
Atualmente, a entidade busca agregar sua atuação na arte brasileira e contemporânea ao trabalho em comunidades com altos índices de vulnerabilidade social. Para tanto, promove atividades culturais diversas nos campos da pintura, desenho, cinema, fotografia e literatura, por meio de exposições, cursos, oficinas, ações, edição e distribuição gratuita de livros, dentre outras ações que envolvem a arte educação.

Arte na CPTM
Com o propósito de apoiar e difundir a arte popular, a CPTM abre espaços em suas estações para mostras de arte, exposições, apresentações e manifestações culturais de artistas e instituições parceiras.  

Serviço:

Mural de Marchetaria
Inauguração: Quarta-feira, dia 24/1, às 10h
Local: Estação Palmeiras-Barra Funda da CPTM
Grátis para usuários

Tags  


Notícias relacionadas

Mais notícias +