Notícias

Voltar para Notícias Comunicação e Marketing | 25/05/2021 09:49:33

 

​Protagonista de novo episódio da Websérie “Histórias Ferroviárias” resolveu permanecer na CPTM, após passar por diversas empresas

 O catarinense Luiz Nazareno Bento trabalha desde criança, para ajudar sua família

O 19º episódio da websérie "Histórias Ferroviárias" nos apresenta Luiz Nazareno Bento, 61 anos, que exerce o cargo de agente de serviços de operação (GOE). No dia a dia, Bento vende bilhetes e assessora na linha de bloqueios.

Nascido em Florianópolis, Santa Catarina, o colaborador veio com 1 ano de idade para Carapicuíba, em São Paulo. “São seis filhos: quatro paulistas e dois catarinenses”, conta sobre sua família. Com 11 anos, Luiz Bento já trabalhava como cobrador de perua. Antes, ajudava sua mãe em uma olaria. “A vida era dura. O divertimento era pouco, porque tinha mais que trabalhar. Desde novinho, sempre trabalhando”.

Após conseguir empregos nos mais diversos segmentos - empresa de embalagens plásticas, antiga Telesp, White Martins, Bradesco e Souza Cruz -, ele resolveu prestar concurso para a CPTM. Enquanto o resultado não saia, passou em outra prova, nos Correios, onde trabalhou por três meses, como carteiro. Assim que foi chamado para a CPTM, finalmente quis se estabilizar profissionalmente.  

“A CPTM representa tudo em termos financeiros, amparo”, diz Luiz Bento, que se emociona “através dela que eu consegui meu primeiro carro, com 38 anos”. Conclui “hoje tenho minha casa. Tenho dois carros. Posso ajudar minha família, meus filhos. Não foi fácil, mas dou graças a Deus, em primeiro lugar, e graças à CPTM”. Luis Bento já é bisavô de uma menina e tem 5 netos.        

 

Histórias Ferroviárias

O Projeto Histórias Ferroviárias é o primeiro de diferentes ações que serão implementadas pela empresa em 2021, dentro do Programa Cultural CPTM. O objetivo do projeto, cujos episódios serão publicados todas as terças e sextas-feiras até o mês de julho, é melhorar as relações interpessoais em diferentes aspectos, valorizando as pessoas que fazem parte deste universo tão diversificado. Além disso, estas histórias visam mostrar aos passageiros da companhia quem são as pessoas que não param mesmo durante a pandemia, transportando quem trabalha nos serviços essenciais e não podem cumprir o isolamento social.

Mostrar todos os sotaques e idiomas que formam a CPTM também é uma forma de humanizar a relação com os passageiros. As histórias mostradas na websérie são parecidas com a de tantas outras pessoas, que deixaram suas cidades natais em busca de um futuro melhor na região metropolitana de São Paulo.

Dos 7.786 colaboradores da CPTM, mais de 99% são brasileiros, embora no quadro de funcionários existam pessoas de Portugal, Chile, China, Espanha, Itália, Japão e Rússia. Entre os brasileiros, praticamente todos os estados compõem essa vitrine de pessoas, incluindo todas as etnias.

As gravações foram feitas pela Abacate Filmes, indicada pelo CIEE, e seguiram todos os protocolos de segurança necessários durante a pandemia para garantir a saúde dos colaboradores e toda a equipe de trabalhou no projeto.

A história de Luiz Nazareno Bento e todas as que serão mostradas na websérie podem ser acessadas no canal oficial da CPTM no YouTube (www.youtube.com/cptmoficial) e nas demais redes sociais.

A CPTM mantém perfis ativos e bastante relevantes nas principais redes sociais, atingindo um grande número de pessoas com publicações que interagem com os passageiros, mostram interferências nas linhas, campanhas de conscientização e melhorias que afetam positivamente a vida dos quase três milhões de pessoas que utilizam os 271 quilômetros de vias em 23 municípios da Grande São Paulo. Acompanhe a websérie nas redes sociais da companhia. Confira:

Instagram: cptm_oficial

Twitter: CPTM_oficial

Facebook: CPTM.fanpage

Youtube: CPTMoficial


Tags  


Notícias relacionadas

Mais notícias +